Estudo revela que trabalhar demais aumenta o risco de demência


Uma pesquisa liderada por cientistas finlandeses sugere que excesso de trabalho pode aumentar o risco de declínio mental e, possivelmente, de demência.

Demência é um termo genérico que descreve a deterioração de funções como memória, linguagem, orientação e julgamento. Existem vários tipos de demência, mas o mal de Alzheimer, com dois terços dos casos, é a forma mais comum.

O estudo analisou 2.214 funcionários públicos britânicos de meia idade e descobriu que aqueles que trabalhavam mais de 55 horas por semana tinham menos habilidades mentais do que os que faziam o horário normal.

A pesquisa, divulgada na publicação científica American Journal of Epidemiology, descobriu que os que trabalhavam demais tinham problemas com a memória de curto prazo e lembrança de palavras.

Ainda não se sabe a razão de o excesso de trabalho causar estes efeitos no cérebro.

Mas os pesquisadores afirmam que os fatores mais importantes podem incluir o aumento de problemas do sono, depressão, estilo de vida prejudicial à saúde e o aumento do risco de doenças cardiovasculares, possivelmente ligados ao estresse.

Os funcionários públicos que participaram do estudo fizeram cinco testes diferentes para avaliar a função mental, uma vez entre 1997 e 1999 e novamente entre 2002 e 2004.
Fonte: BBC

ARTIGOS RELACIONADOS
  • 00rs0208c
  • remedios_tarja_preta
  • tnantibioticos
  • Deidre

    Gente! Vou pedir as contas AGORA! Vamos todos para a praia vender côco e descansar bastante. Não vamos ficar ricos, nem comprar carro, casa, roupas caras, mas com certeza não vamos ficar dememtes!!!!!
    Brincadeiras a parte: Pegar leve é sempre bom. Ter BOM SENSO é fundamental!!!!!!!

Política de Privacidade • 2017 (CC)